Conectados porém sozinhos

RadarZ

O que acontece quando as pessoas estão cada vez mais evitando conversas reais para formas que permitem a chance de pensar e editar o que se vai dizer? E o que acontece quando negamos a existência da solidão com aparelhos que não deixam ninguém mais experimentar esse sentimento – nem mesmo na fila de um banco?

Em uma era em que “esperamos mais da tecnologia e menos de nós mesmos”, como usar tudo o que temos em mãos para nos ajudar a encarar a vida real com pessoas mais apaixonadas pelo ser humano e menos pela forma como falamos com ele?


Ps. Tem legenda em português.

Se preferir, assista aqui.

Inspirações Relacionadas