Ninguém pinta como eu pinto…


Parece absurdo, mas é verdade. Na Austrália, Tim Patch faz jus ao apelido “Pricasso”. Ele usa nada mais, nada menos, que seu próprio pênis como pincel, e produz telas que pretende apresentar em exposição no país. Ele ja retratou autoridades como o presidente americano George W. Bush e a rainha Elizabeth. Insulto ou homenagem? A arte é de gosto duvidoso, mas a pergunta que fica é: será que ele usa alguma tinta especial, ou lava o seu “pincel” com água-raz depois de usar?

Inspirações Relacionadas