Qual o seu nome mesmo?

Freeday Z

Quantas vezes a gente já não passou por uma situação constrangedora dessas? De ver a pessoa, ela lembrar o seu nome e você ficar com cara de paisagem se perguntando: “qual o nome dessa pessoa mesmo?”

E as únicas explicações que encontra é de que você é bom fisionomista, é ruim para guardar nomes, que está ficando velho e a memória está ficando fraca.

Pode esquecer tudo isso, porque não passam de meras desculpinhas.

Segundo Richard Harris, professor de psicologia da Universidade Estadual do Kansas, isso não tem nada a ver com falta de memória, mas sim, com o seu nível de interesse por aquela pessoa.

Então, se você não lembra do nome de alguém, pode ser que ela não seja tão importante assim.

Ainda segundo o psicólogo, se você conheceu alguém e nunca mais viu, ou viu uma ou duas vezes, talvez essa pessoa não seja tão relevante, e lembrar o nome dela vai ser uma tarefa difícil.

Uau!

Meio forte.

Mas você não precisa falar isso para a pessoa, né?

Harris dá algumas dicas para que isso aconteça com menos frequência, que pode ser, por exemplo, mostrar mais interesse pelas pessoas que você conhece.

Isso se realmente valer a pena, claro.

A verdade é que com esse monte de redes sociais e amigos virtuais, a gente acaba fazendo isso mesmo: lembrando só de quem é importante realmente pra gente, na nossa vida, no dia a dia mesmo.

Só não vale ficar paranóico quando outra pessoa esquecer o seu nome…

Posts Relacionados