Tendências 2013 – Crowdfunding

Seguindo a série de posts sobre tendências de consumo e mercado para 2013, vemos que ano que vem a tendência será ter  consumidores entusiasmados abraçando dois inovadores modelos de “consumo” que acabaram sendo nomeados de PROSUMERS e CUSTOWNERS, que vem da junção das palavras inglesas producer (produtor) + consumer (consumidor)  e costumer (consumidor) + owner (dono).

PROSUMERS é aquele tipo de consumidor  que gosta de se envolver, alavancar, financiar e promover produtos e serviços antes que eles sequer existam.  É um empreendedor nato, mas nunca deixou de ser consumidor.
Não é de admirar que as cifras gastas por PROSUMERS em plataformas de crowdfunding passaram de apenas USD 530 milhões em 2009, para USD 1,3 bilhões em 2011 e USD 2,8 bilhões em 2012.

(Fonte: Massolution/The Economist, maio 2012)
Já os  CUSTOWNERS são os  consumidores que deixam de lado o consumo passivo de produtos e passam a financiar e investir (quando não compram  parte) de suas marcas preferidas.
Porém, estes consumidores espertos ligados a negócios normalmente buscam retorno financeiro e emocional. Por isso mesmo apenas marcas que são acessíveis, amigáveis, honestas, confiáveis, transparentes e de alguma maneira mais “humanas” se mostrarão dignas do entusiasmo de CUSTOWNERS.

Crowdfunding será a palavra do ano.
A empresa americana de pesquisas Gartner apontou para uma previsão importante: os fundos levantados pelas plataformas de crowdfunding irão subir para USD 6,2 bilhões em 2013. Um bom exemplo para outros países, não?

(fonte: TrendBriefing)

Posts Relacionados