Inspirações

Mundo Digital

Trabalhar ou não com Digital Influencers? Eis a questão.

Há anos, o uso de celebridades é uma das mais básicas estratégias das campanhas publicitárias. Nada mais óbvio que isso ocorresse também no meio digital.

No entanto, o que espantou muita gente foi o fato de que pessoas comuns, algumas sem talento especial, passaram a ditar regras para milhões de pessoas, simplesmente porque seu público se identificava com o que diziam.

O marketing de influência tem amadurecido.

Antes o sucesso do influenciador já era suficiente para chamar a atenção das marcas. Hoje a avaliação é estratégica e considera outros valores além dos grandes números, como reputação e integridade.

Isso não significa adotar automaticamente influencers com discursos padronizados de ativismo, como aqueles que constroem situações para divulgar um comportamento ilibado e forjar sua imagem.

Se for artificialmente construído (quase sempre é) poderá ser desmascarado mais tarde pela incoerência da sua postura.
Quando o influencer perde sua autenticidade também perderá o motivo de ter chegado onde chegou.

Como valores, é preciso levar em conta a própria postura profissional, como a veracidade dos números de seguidores e a forma de encarar o trabalho.

E o ponto de partida é sempre a identificação com o conteúdo do influenciador e a marca.

Há diversidade de perfis de influenciadores, não fique somente no ranking

Há aqueles óbvios que atingiram um papel de verdadeiras celebridades e diversos outros com voz de autoridades em diferentes áreas, tais como beleza, saúde, pet, gastronomia, moda.

É preciso lembrar que o universo digital também deu voz a profissionais que antes atuavam em nichos, como filósofos, professores e palestrantes com público bastante fiel.

Microinfluenciadores também passaram a ter voz nesse mercado e a fazer parte dos planos das campanhas.

Afinal, nem sempre é necessário investir num influenciador com um número de mais de 7 dígitos de seguidores para conseguir uma boa performance.

Vozes que gerem melhor identificação com liberdade criativa em ação espontânea conseguem mais engajamento do seu público-alvo.

Para ter sucesso no marketing de influência, entenda o que é relevante para seu público e adote influenciadores que estejam envolvidos numa comunicação recíproca com os fãs. Isso fará que o endosso da marca seja coletivo.

Compartilhe:
Compartilhar linkedin Compartilhar twitter Compartilhar facebook Compartilhar whatsapp Compartilhar e-mail
Comente:

E-mail*:
Nome*:
Mensagem*: